Jesus, Amar e Arriscar

Jesus, Amar e Arriscar

Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo.” Mateus 4:1

Tudo que Jesus disse e fez enquanto viveu entre nós incluiu arriscar. Jesus não recebeu permissão Divina de evitar o risco que existe quando amamos num mundo caído como este.

Jesus como um ser humano tinha que fazer escolhas reais que incluíram riscos enormes para Ele e para a humanidade. As tentações de Jesus enquanto nos amou foram reais e arriscadas. Amar num mundo como este é sempre arriscar.

Eu sempre gostei de ver os meus filhos competindo nos esportes. Nem todos eles gostavam de competir, mas eu gostei de vê-los em ação. Eu sempre lhes disse: “Se você vai competir você tem que correr o risco de errar e errar feio. Se jogar é arriscar mesmo, então, arrisque errar de uma forma forte dando tudo de si tentando ganhar.” Nos esportes jogar é arriscar. No amor é assim, também.

Tudo que Jesus fez foi feito arriscando a possibilidade de o seu amor ser provado fraco ou falso. Jesus enfrentou este risco como um simples ser humano e não como um ser Divino que não corre riscos.

Jesus entrou na batalha para o futuro da humanidade como um homem no qual o Pai habitava. Jesus correu o risco de cometer erros humanos com implicações trágicas se Ele parasse de cooperar com o seu Pai. Jesus teria que vencer todos os riscos e todos os desafios para poder dizer no fim “Quem me vê, vê o Pai”.

Quando Jesus viveu ano após ano como um simples carpinteiro Ele arriscou tudo que arriscamos quando a nossa vida se torna repetitiva e sem grandes perspectivas. Amar significa arriscar dias que desanimam e deprimem.

Quando Jesus escolheu os seus discípulos Ele arriscou uma associação pública com pessoas falhas que poderiam envergonhá-lo ou traí-lo. Amar é arriscar viver as consequências dos erros dos outros.

Quando Jesus morreu na cruz Ele arriscou a dor que Deus orquestrou para Ele nos salvar. Amar é arriscar viver dor que vem do plano de Deus por nós.

Jesus sabia o que Deus estava disposto a fazer por Ele e através Dele e com esta confiança Ele aceitou o risco de ser um ser humano que ama aqui neste mundo.  Assim Jesus não somente venceu os riscos, Ele nos resgatou e nos salvou.

Se Jesus não tivesse assumido os riscos que vem quando amamos aqui neste mundo, nós não teríamos a coragem de arriscar também. Temos que arriscar! Temos que correr o risco de errar sabendo que o Pai nunca erra.

Vai em frente e ame!  Arrisque amar porque Jesus habita em você!

Carlos McCord

Presidente do Ministério Permanecer

Deixe uma resposta