O Amor de Deus com Pele

O Amor de Deus com Pele

Eu amo a história de uma menina de 5 anos de idade que estava dormindo profundamente quando uma tempestade com relâmpagos e trovões bateu sobre a sua casa. Acordando com medo, ela fugiu do perigo e achou um refúgio na cama de mamãe e papai e aconchegou-se entre eles. 

 

Neste refúgio gostoso e tranquilo ela se acalmou, mas não conseguiu dormir ou parar de se mexer.

Finalmente, o pai perdeu a paciência com as movimentações dela porque estava muito cansado e tinha que levantar muito cedo no dia seguinte. Ele disse para a criança “Filha, vai para a sua cama. Deus vai cuidar de você.” A criança não foi. Pela segunda vez e com uma voz mais forte ele disse “Filha, vai para a sua cama. Deus vai cuidar de você.”  Ela não foi. Na terceira vez, falou com uma voz de autoridade absoluta, dizendo: “Filha, vai para a sua cama, Deus vai cuidar de você!” A menina respondeu com aquela voz pequena de menina de 5 anos: “Pai, eu sei que Deus vai cuidar de mim. Mas agora eu preciso mesmo, de alguém que tem pele!”

 

Neste exato momento o mundo está debaixo de uma nova tempestade e tem muitas pessoas apavoradas.  Elas precisam de um refúgio.  Elas precisam tocar num amor que tem pele. 

Para fazer de nós a presença de Deus em carne e osso neste mundo é que Jesus habita em nós. Pela perfeita presença de Jesus em nós como a Videira Verdadeira o Espírito Santo pode transformar a seiva da Videira em  o que gosto de chamar de “amor líquido” que passa por nós e transforma a nossa vida e pele em Jesus presente na tempestade. Deus usa a nossa pele como Ele usou a pele de Jesus para acalmar as pessoas e trazer descanso para as suas almas.

 

Pelo Espírito de Cristo em nós podemos ser a pele de Deus neste mundo. Jesus pode ser manifestado através das nossas vidas se permanecermos em Jesus pelo Espírito. Que plano sensacional para este mundo Jesus continua sendo!

Permaneça em Jesus e deixe alguém sentir a pele de Deus durante a tempestade.

Carlos McCord

Presidente do Ministério Permanecer

Deixe uma resposta