Caminhando no Parque

Caminhando no Parque

Andando no parque para cuidar bem da minha saúde e perder alguns kilos, passei cinco vezes por um morador de rua.

O dia estava lindo. Céu azul e uma temperatura de 20 graus. Um dia perfeito para cuidar bem de mim.

A primeira vez que passei, tive pena dele e sua situação tão triste.  A segunda vez, senti compaixão crescendo no meu coração. A terceira vez combinei comigo mesmo dar a ele um dinheiro se estivesse no mesmo lugar na minha quarta passagem.

Enquanto andava o círculo pela quarta vez perguntei para mim: “O que ele vai fazer com o dinheiro que vou dar a ele”?  A pergunta veio quase automaticamente porque achei necessário garantir o bom uso do dinheiro.

Ainda avaliando o bom uso do meu dinheiro, as palavras de Jesus pararam tudo.

“Vocês ouviram o que foi dito: “Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo”. Mas eu lhes digo: “Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.”  Mateus 5:43-45

Deus tinha dado a mim, ao morador de rua e todas as outras pessoas no parque o mesmo dia lindo.  Ele não avaliou antes o que fariamos com o dia. Ele já sabia. Ele sabia e mesmo assim nos deu o dia.

O moradar de rua estava no mesmo lugar quando fiz a quarta volta. Eu dei um dinheiro, falei uma benção sobre ele e continuei cuidando bem de mim.

Quando completei a quinta volta vi o morador de rua tomando um sorvete e ele parecia feliz. Eu fiquei feliz porque ele parecia feliz. Percebi que ele parece muito comigo porque eu também tomo sorvete, quando deveria estar comendo algo melhor para a minha saúde.

Talvez o alvo de Deus em nos dar igualmente o sol e a chuva é para simplesmente ver a gente feliz. Talvez Ele deixa a gente escolher como usar o dia porque sempre tem esperança que a gente escolha Ele um dia.

Talvez Deus quer que a gente simplesmente ame, porque amar deve ser normal para nós como é normal para Ele. Talvez Ele nos dá o sol e a chuva sem avaliar e julgar, porque Ele quer que a gente pare de avaliar quem merece o amor, e simplesmente comece a amar quem precisa de amor.

Carlos McCord
Presidente do Ministério Permanecer

One thought on “Caminhando no Parque

  • Muito edificante esta mensagem ,é para analisarmos como o amor de Jesus é incondicional não é pelo que fazemos, ou deixamos de fazer ou somos ou deixamos de ser ele simplesmente nos ama e nos abençoa.

Deixe uma resposta