Declarando Quem Você É

Estamos sempre comunicando quem somos.  Não conseguimos resistir a este impulso de declarar a nossa identidade.  Queremos que as outras pessoas enxerguem quem somos de verdade.

Nestes dias onde as culturas do mundo estão se conhecendo as mensagens que comunicamos são contínuas e cada vez mais fortes.

Os muçulmanos declaram quem são pelas disciplinas diárias e as roupas tão diferentes.  As pessoas que gostam de tatuagens escolhem os lugares no seus corpos que são mais visíveis para gritar quem são.  Executivos usam as roupas caras do sucesso para dizer em voz alta “Eu cheguei!”  Os “hipsters” usam as últimas modas e cortes de cabelo para garantir que a gente saiba que são “legais”.

O cristão deveria declarar quem é?  Como?

Existem pelo menos duas maneiras públicas com as quais o cristão pode e deve se declarar.  Uma é pelo batismo e a outra maneira é pela participação na Ceia do Senhor.

Estes dois momentos fantásticos declaram claramente o lugar supremo de Jesus na nossa identidade.  Quem leva a sério estas duas declarações não consegue esquecer que Jesus é tudo na sua vida.

Além destas duas, o cristão tem uma outra maneira de declarar  quem é.  Declaramos quem somos pela qualidade do nosso amor diário.  O amor contínuo de um discípulo é a “disciplina”, a “roupa” e o “sucesso” do cristão.  E este amor contínuo está sempre na moda ou é  “legal”.

Declare claramente quem você é em Cristo.  Declare pelo batismo e pela participação na Ceia do Senhor.  Mas, não esqueça que a declaração mais poderosa é a qualidade do seu amor diário.  Foi assim que Jesus declarou a sua identidade todo dia.

“Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”. João 13:34-35

 

Carlos McCord

Presidente do Ministério Permanecer

Deixe uma resposta