O Amor de Jesus, Invencível e Vulnerável

 

 

 

Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas? Quem fará alguma acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está à direita de Deus, e também intercede por nós. Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Como está escrito: “Por amor de ti enfrentamos a morte todos os dias; somos considerados como ovelhas destinadas ao matadouro”. Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 3:31-39

 

Os primeiros discípulos de Jesus entenderam que a conversão aconteceu para fazê-los invencíveis e vulneráveis. Entenderam que amar nunca mais seria opcional para eles porque estavam enraizados em Jesus. Entenderam que o amor invencível de Jesus fez deles pessoas vulneráveis neste mundo. Eram invencíveis e vulneráveis no seu tempo. O preço foi alto mas foi pago no seu tempo.

 

Desde o início do Cristianismo no mundo através da encarnação de Jesus em Belém e o sacrifício de Jesus no Calvário, os discípulos têm sido instruídos que, amar com o amor de Jesus faria deles no mundo pessoas invencíveis e vulneráveis. Todo discípulo bem instruído entendeu que iria carregar uma cruz que significaria invencibilidade e vulnerabilidade neste mundo. Entender era uma coisa. Viver quando chegou o tempo deles era outra coisa.

 

Alguns trechos bíblicos e as histórias de perseguição de discípulos de Jesus somente podem ser compreendidos quando vivemos simultaneamente a experiência de invencibilidade em Jesus e vulnerabilidade em Jesus. Esta experiência é a vida cristã normal. Este tempo sempre vem para aqueles enraizados em Jesus.

 

Jesus nos mostrou que o seu amor é invencível através da sua vulnerabilidade. Somente aqueles discípulos que vivem a invencibilidade do amor de Jesus podem aguentar a vulnerabilidade que chega durante o nosso tempo no mundo atual.

 

Sabíamos que iria chegar para nós como discípulos de Jesus o nosso tempo de vulnerabilidade no mundo. Chegou.
 

 

Carlos McCord

Presidente do Ministério Permanecer

Deixe uma resposta