MINHA CARNE

Romanos 8.9“Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.”

Minha carne nunca vai melhorar!

Foi um momento de libertação quando desisti de tentar melhorar a minha carne. Tentar mudar algo que nunca melhora quebrou o meu coração e me deixou exausto.

Eu não fui o único homem a tentar melhorar ou dominar a própria carne. Segundo Romanos 7, o apóstolo Paulo bateu nesta mesma parede de frustração: “Sabemos que a Lei é espiritual; eu, contudo, não o sou, pois fui vendido como escravo ao pecado. Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio.” Romanos 7.14-15

Assim como o apóstolo Paulo, eu descobri que a resposta não é melhorar a minha carne, mas viver na nova inspiração.

“Miserável homem que eu sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor! De modo que, com a mente, eu próprio sou escravo da Lei de Deus; mas, com a carne, da lei do pecado.” Romanos 7.24-25

Eu não consegui melhorar a minha carne, mas Deus me deu uma nova inspiração. Com esta nova e perfeita inspiração, eu me tornei uma nova pessoa. Esta nova inspiração é o Espírito Santo, que habita em mim.
Eu ensino aos novos convertidos uma declaração: “A minha carne nunca vai melhorar.” Paulo nos ensinou que não vivemos mais na carne. Eu ensino aos crentes que não adianta gastar mais energia tentando dominar, melhorar ou resistir à sua carne. É impossível!

Normalmente eles querem saber: “O que é a minha carne?” As declarações que eu uso para descrever a carne são:

• Sua carne é tudo que você fez independentemente de Deus, buscando a satisfação que vem somente Dele.

• Sua carne é o resultado de você pensar que pode viver independente de Deus.

Temos que nos considerar mortos para o pecado e vivos para Deus. Temos que compreender que não pode existir, nunca mais, qualquer inspiração ou satisfação no pecado, nem vivendo independente de Deus. Existe, porém, a inspiração e a satisfação perfeita vivendo em nós, momento a momento.

A tentativa de viver independente é a ilusão original que Satanás pregou para Eva. A realidade é que vivemos, ou inspirados por Deus em Cristo pelo Espírito Santo, ou segundo a carne, que é a nossa tentativa de sermos independentes de Deus.

Minha carne nunca vai melhorar!

Tudo bem! Eu aceito este fato porque estou morto para o pecado e vivo agora pelo Espírito de Deus. Viver pelo Espírito de Cristo é inspiração suficiente para manter o assunto da minha carne um assunto morto para sempre. Amém por isso!

Carlos McCord
Presidente do Permanecer

Deixe uma resposta